Anterior
Próximo

Negócios


Brasileira ganha mais de meio milhão por mês vendendo coxinha por apenas um real

Deixe um comentário

13 comentários

  1. Gostaria de saber porque as pessoas dos comentários anteriores não criticam o governo com seus altos impostos, em vez de condenar o empreendedor. Muito provavelmente se houvesse menos imposto, os funcionários teriam um ar condicionado no estabelecimento. Por vezes tal medida reduz as margens de lucro e inviabiliza o negócio, devido a alta carga tributária. Pelo menos o funcionário tem um emprego em tem o que comer no final do mês. Ou é melhor estar desempregado? Tentem ser empreendedor no Brasil e veja o quanto se paga pro governo. Os pobres são os que mais sofrem com os impostos. Já imaginaram que um pobre paga quase 50% do que ganha para o governo na forma de impostos? (se duvida, vá num mercantil e veja o quanto pagamos de imposto sobre os produtos de primeira necessidade para sobrevivermos). Aos defensores dos impostos, no final das contas veja como uma pessoa pobre é atendida nos hospitais públicos, como é tratado no transporte público, como recebe educação.
    Paz e bem a todos.

    Por Davis | maio 29, 2016 às 15:01| Responder
  2. A coxinha é uma porcaria. Quase nem tem recheio.

    Por Ferreira | fevereiro 29, 2016 às 21:55| Responder
  3. […] Via Comendo Com Os Olhos | http://www.comendocomosolhos.com […]

    Por Brasileira ganha mai | agosto 11, 2015 às 16:07| Responder
  4. Olá gostei muito da reportagem e gostaria de saber sobre franquia si é possivel na espanha

    Por adilson | agosto 3, 2015 às 16:27| Responder
  5. […] A família, responsável por 14 lojas próprias, afirma que um dos segredos de sucesso é vender produtos de alta qualidade a preços acessíveis. Leia matéria completa. […]

    Por Franquia barata: Com | julho 26, 2015 às 00:47| Responder
  6. Olá gostei muito da reportagem e gostaria de saber sobre franquia no Rio Grande do Sul.

    ATT
    Rosangela.

    Por Rosangela Ribeiro | julho 24, 2015 às 18:23| Responder
  7. Sou de São Paulo Brasil quero me tornar um franquiado colo faço?

    Por Maury Gonçalves Fra | julho 24, 2015 às 11:32| Responder
  8. Gostaria do contato com a fabrica dos mini salgadinho é possível ?

    Por Eliane Cardoso | abril 14, 2015 às 20:35| Responder
  9. Em BH tem desta loja? Onde fica?

    Por Luciane | fevereiro 14, 2015 às 16:50| Responder
  10. Condições desumanas mesmo como bem disse o Fernando, tanto lucro e impondo aos funcionários situações análoga à escravidão!Precisão rever os conceitos.

    Por Geovana | fevereiro 13, 2015 às 17:26| Responder
  11. GOSTARIA DE SER FRANQUEADA. COMO FAÇO?

    Por Maria Inez Prado Lib | fevereiro 8, 2015 às 01:36| Responder
  12. Conheci a loja de Guarapari. O lugar é minusculo, insuportavelmente quente, e com mais gordura que oxigênio no ar. Os cinco minutos que estive no local foram um sacrifício. Fiquei chocado com a situação dos jovens que trabalham no local por horas seguidas, as condições são desumanas. Acredito que tanto lucro à custa do sacrifício alheio que beira a escravidão não merece tanta admiração.

    Por Fernando | janeiro 7, 2015 às 15:41| Responder
  13. […] Ela começou no Espirito Santo e hoje já conta com 55 lojas. Com o nome de Zé Coxinha, Lorena passou também a comercializar outros salgados, chegando a vender 12 milhões de unidades e batendo o recorde de meio milhões de lucro ao mês.  Leia matéria completa  […]

    Por Vendendo coxinhas po | janeiro 5, 2015 às 22:44| Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Newsletter Powered By : XYZScripts.com